sexta-feira, fevereiro 20, 2009

A Voz de Gorée

Só agora fiquei a saber que Joseph Ndiaye faleceu no passado dia 7. Tinha 86 anos e, enquanto Conservador da Casa dos Escravos, na Ilha de Gorée, foi a voz que emocionava quantos iam em visita a esse sítio de memória, de história, de dor.
Lembro-me que tive o ensejo de o convidar a vir a Cabo Verde e que o então Ministro da Cultura Amadou Tidiane Wone fez as articulações para que tal acontecesse durante a Semana da Cultura do Senegal, em 2003. Infelizmente, Ndiaye adoeceu nas vésperas e já não conseguiu empreender viagem.
Todos lamentámos que ele não tivesse podido vir conhecer a Cidade Velha. Terá tido outra oportunidade? Desconheço, mas espero bem que sim.
Agrada-me saber que, conforme palavras do Presidente Wade, Ndiaye será homenageado durante o Fesman, em Dezembro.


Sem comentários: